Guardiões do Medo
Algumas partes do Fórum está restrita para os membros. Para Visualizar todo conteúdo faça seu registro, não demorará mais do que 5 minutos.

Todos são bem vindos.

TOP 5 - Piores situações em Jogos de Horror

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

TOP 5 - Piores situações em Jogos de Horror

Mensagem por Yuki em Seg Jan 31 2011, 18:16

[Top 5]
Piores situações em jogos de horror

Quem nunca passou por maus bocados enquanto tomava uma série de sustos jogando games de horror? A ideia é genial. Coloque o jogador em cenários escuros e apertados, uma música baixa e angustiante, alguns inimigos assustadores, uma boa dose de sustos e dê a ele apenas algumas armas e pouca munição. Pronto. Está montado o cenário de um bom game de horror. E você pode xingar, reclamar e jurar por tudo que é mais sagrado que aquele game não é fruto de uma mente sã. Mas no final você sempre volta querendo mais.

Desde mansões mal-assombradas, vampiros e lobisomens até uma invasão zumbi, os games de horror evoluíram com o passar do tempo e hoje são a forma mais assustadora de entretenimento, entregando gritos de dor, sofrimento, sangue e alguns corpos mutilados de vez em quando, nas telas de jogadores de todo o mundo.

Mas afinal, o que fez com que um gênero tão sombrio se tornasse amado por uma legião de jogadores? O clima assustador e envolvente? Os sustos? A história meio clichê, mas sempre sanguinária? Tudo junto?

Então que tal analisarmos esse Top 5 com as piores situações que podem acontecer nos games de horror? E lembre-se, se você nunca vivenciou nenhuma dessas situações enquanto jogava então você não experimentou a verdadeira sensação dos jogos de horror… E não sabe o que está perdendo.



5. Controle desgraçado!

Você tenta fugir, mas acaba batendo na parede. Tenta fazer o personagem parar de esfregar a cara nos tijolos e acaba piorando ainda mais a situação. Pior ainda quando você tenta seguir rumo a um lugar seguro, mas acaba correndo de braços abertos para aquele grupo de inimigos. E dessa vez a desculpa até que é válida, o controle é uma bosta.

Passar maus bocados só por causa do controle é experiência comum em games de horror. O famoso “controle de tanque” faz com que seu personagem tenha uma movimentação dura e imprecisa. As batalhas são injustas contra o jogador, que tem que se virar contra os inimigos e o controle. Atirar e correr nunca foi tão complicado. Some isso a uma câmera mal posicionada e você tem motivos o bastante para ter inúmeros pesadelos a noite toda.

O problema da movimentação foi mais frequente na geração 32 e 64-bit. Quando o mundo dos games começou a se aventurar pelo 3D e era preciso inventar uma maneira eficaz de controlar o personagem, agora em 3 dimensões. E por mais estressante que fosse, não há como negar que os controles ruins fizeram uma bela contribuição ao gênero de horror. Era bem mais assustador jogar quando você sabia que não era nada fácil controlar o personagem caso tentasse fugir.



4. Parem de me perseguir!

Você avistou um inimigo, como ele está bem longe você prefere passar despercebido e economizar sua valiosa munição. Você só percebe a cagada que fez quando dá de cara com outro bando de inimigos esperando pacientemente pelo seu tão amado caminho seguro. Hora de fugir, e você acha que já acabaram-se as surpresas quando descobre que eles estão com um belo condicionamento físico e, ao contrário do seu personagem, não se cansam facilmente. Se o controle for uma bosta, pior ainda.

A famosa perseguição representa um dos maiores momentos de tensão ao longo dos jogos de terror. São momentos em que você se sente um coelho indefeso fugindo desesperadamente de raposas famintas e sabe que, se errar um movimento ou tomar a rota de fuga errada, já era. Você tenta se distanciar mas seu personagem se cansa exibindo uma bela língua, sedento por descanso e você amaldiçoa cada momento em que esse filho da mãe decidiu não ir a academia para ganhar mais resistência.

O coro dos inimigos só aumenta, seu personagem está cansado e você já perdeu as esperanças, pronto para carregar novamente seu save, quando de repente eis que surge… a porta. Sim, nessas horas as portas são objetos mágicos. Ao passar por uma porta você está em um outro ambiente e os inimigos, que antes pareciam não encontrar nada que os parasse, agora se foram. Hora de continuar o jogo e torcer pra que mais nenhum espertalhão decida te perseguir.



3. Que susto!

Você está em um corredor escuro e apertado no meio da noite. O vento sopra pelas janelas e não há nada a se ouvir a não ser o absoluto silêncio do recinto. Você se prepara para avançar, dá seu primeiro passo rumo ao desconhecido e… crash! Um cão dos infernos estraçalha a janela e parte rumo ao seu pescoço. A única coisa que você se lembra depois disso é o seu controle de PSOne caído no chão e seu coração a mil por hora. Quem não se lembra do primeiro susto em Resident Evil?

Em jogos de horror você tenta estar sempre preparado para as surpresas. Corredores apertados e escuros, áreas com janelas e becos sem saída são sempre uma potencial ameaça. E por mais preparado que você esteja é quase certo que o jogo ainda vai te dar um susto daqueles quando uma horda de zumbis saltar pela janela, ou aquele gigante sanguinário portando uma bazuca bloquear seu caminho.

Você pode até reclamar dos sustos mas sabe que no fundo os adora e que os games de horror não seriam os mesmos sem eles. Seja qual for a experiência é nessas horas que o botão pause é mais do que bem vindo, além de ajudar a recobrar os sentidos e acalmar o coração.



2. Não encontro o save point!

O último save point foi há 40 minutos. Desde então você já encontrou muitos itens, juntou um número considerável de munição fugindo dos inimigos e já avançou bastante pela história do jogo, chegando a enfrentar inclusive um mini-chefe bem chato, mas que guardava alguma coisa importante. O problema é que você está com pouco sangue, sem kit de primeiros socorros e não encontra o bendito save point em lugar algum. Dai a quadrilha de inimigos surge e, visando a sobrevivência, já que qualquer tapinha zera suas energias e joga esses 40 minutos no lixo, você decide fugir. Aonde foram parar os malditos save points?

Faz parte dos jogos de horror deixar o jogador sempre apreensivo e com medo de tudo que possa surgir a sua frente. Mas quando você está desesperado em busca de um lugar para guardar seus dados parece que o horror se multiplica 10 vezes. Uma das sacadas de mestre em jogos de terror foram os save points escassos e, no caso de Resident Evil, contáveis (Acabou o Ink Ribbon?), fazendo com que o jogador se desespere enquanto tenta encontrá-los.

Que atire a primeira pedra aquele que nunca se viu desesperado em busca de um save point durante alguns belos minutos e acabou sucumbindo aos inimigos, perdendo 30 minutos e até mais de jogo, só pra descobrir, posteriormente, que a sala do save estava bem ali, poucos metros adiante do local de sua morte?



1. Acabou a munição!
Você dominou o controle esquisito, escapou dos inimigos que te perseguiam, conseguiu não ter um ataque do coração com os sustos ao longo do jogo e até que foi fácil achar aquele save point justamente quando você mais precisava dele. Mas nada disso vai conseguir te acalmar se você simplesmente estiver sem munição.

Você economizou, juntou toda munição que encontrava ao longo do jogo, fugiu dos inimigos mais lentos e, quando não podia escapar, gastou tiros o suficiente para deixa-los atordoados o bastante para seguir seu caminho sem maiores problemas. Afinal, munição em jogos de horror são a coisa mais valiosa no mundo. Pois é, amigão, mas agora elas acabaram. Sorte que você sempre carrega aquela faquinha por precaução, não?

A pior situação em um jogo de horror é quando você fica sem munição. Agora você passou de um Chuck Noris enfurecido e bem armado para um pobre coitado indefeso e com medo até da própria sombra. Aquela sua bazuca destruidora, sua uzi super potente e até mesmo sua arma a laser são inúteis e tudo o que você pode fazer e fugir e rezar para encontrar alguma munição pelo caminho.

Se ficou zerado bem antes de uma batalha contra o chefe ai então você já era, meu caro. E se esse era seu único save, então é uma boa hora de pensar em começar tudo de novo, tomando cuidado no que atira dessa vez.



É fato que vídeo-games fazem a gente passar um bocado de raiva, mesmo não sendo em jogos de terror.

[i]Fonte: http://deutilt.com.br/games/top-5-piores-situacoes-em-jogos-de-horror
avatar
Yuki
Membro

Mensagens : 20
Data de inscrição : 26/01/2011
Idade : 25
Localização : No meu mundo...

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum